Home / Geral / VIANA: Moradores sem agua a mais de 15 dias pedem providencias a CESAN

VIANA: Moradores sem agua a mais de 15 dias pedem providencias a CESAN

Beber, comer, lavar a louça e tomar banho: tudo que os moradoresdo bairro Nova Bethânia em Viana, não fazem normalmente há quase quinze dias. O abastecimento de água foi interrompido sem nenhuma notificação, e o atendimento à população está sendo negado. Porém, as contas continuam chegando em dia.

Dona Claudete, quem tem oito crianças em casa, sofre com a falta d’água.

“Tenho oito crianças em casa, estou passando mal, e ainda assim tendo que viver nessas condições”, disse. “O pior é buscar atendimento com a Cesan e ser hostilizada, tratada com ignorância.”, comentou.

E não foram poucas as reclamações, só em três casas da rua, os moradores contabilizam mais de 10 protocolos, ou seja, registros de atendimentos  na ouvidoria da Cesan. “Aqui na minha casa ligamos umas três vezes por dia”, contou o senhor Gilmar, morador do bairro há mais de 40 anos e que tem o pai acamado.

“Sempre que questionamos, somos informados que o abastecimento está normal. Normal como? não tem água nenhuma”, desabafou.

Alexandra, comerciante do bairro conta, com pesar, que nunca ficou tanto tempo sem água. “Já tivemos cortes antes mas, tudo dentro da normalidade. Agora, é absurdo”, disse. “Temos que comprar água, e até o caminhão pipa que solicitamos não chega aqui. Parece que estamos abandonados de todos os lados”, desabafou.

Segundo a Cesan, representada pelo sr. Eduardo, a falta de agua é fruto da falta de cadastramento que, aliás é dificultado pela própria Cesan aos moradores. A maioria das casas ainda não são escrituradas e essa é uma das condições da concessionária para instalar o padrão de agua sendo essa mais uma alegação da empresa, de que no bairro tem muitos “gatos”, ligações clandestinas.

A prefeitura já foi comunicada sobre o problema, mas tendo o poder de intervir, inclusive com multas a empresa pela não prestação do serviço, sendo uma concessão, nenhuma providência tomou até o momento.

Os moradores, por sua vez, entendem de que se há ligações clandestinas, cabe a CESAN identificar e punir os responsáveis e não sacrificar todos os moradores, principalmente os que tem matrícula e pagam suas contas em dia.

Por Marcelo Ribeiro.

Você pode Gostar de:

Situação é mais grave em Viana. Chuva deixa mais de 1.600 pessoas fora de casa no Espírito Santo

As chuvas intensas registradas no Espírito Santo há uma semana já deixaram pelo menos quatro  …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *