Home / Geral / Viana é a cidade com maior número de desalojados. Seis municípios decretaram situação de emergência por causa dos estragos causados pela chuva.

Viana é a cidade com maior número de desalojados. Seis municípios decretaram situação de emergência por causa dos estragos causados pela chuva.

Chuva no ES continua forte e deixa mais de 1.800 pessoas fora de casa em 9 cidades

A chuva no Espírito Santo continua deixando mais de 1.800 pessoas fora de suas casas em nove municípios. Viana é a cidade com maior número de moradores nessa situação (1.270 pessoas). A previsão é de mais chuva para todo o estado, segundo alerta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

“Nossa maior preocupação são os deslizamentos de terra, que podem atingir alguma residência e ter alguma vítima. Por isso, estamos indo de prontidão com todas as nossas equipes, não só na Grande Vitória, mas em todo o interior do estado. A chuva chegou na região Norte e Noroeste do estado”, disse o tenente coronel Wagner, do Corpo de Bombeiros.

Ao todo, são 1.744 desalojados (pessoas que foram para casa de parentes ou amigos) e 98 desabrigados (que estão em abrigos do poder público).

Desalojados e desabrigados no ES

MunicípioDesalojadosDesabrigados
Alegre24
Cariacica7736
Colatina13
Domingos Martins63
Marilândia4
São Mateus4
Santa Leopoldina26459
Viana1270
Vitória25

Fonte: Defesa Civil

Seis municípios decretaram situação de emergência por causa dos estragos causados pela chuva. São eles: Alegre, Cariacica, Domingos Martins, Marechal Floriano, Santa Leopoldina e Viana.

A chuva forte começou no dia 11 de novembro, no Sul do Estado. Dois dias depois, ela se intensificou para outras região do Espírito Santo. Desde então, não para de chover no Espírito Santo.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) emitiu um novo aviso especial para os 78 municípios do estado, que estão sob o risco de chuvas intensas, tempestade de raios e vendaval. O alerta está em vigor até as 23h59 desta quinta.

Nas últimas 24 horas, Linhares foi o município que registrou o maior acumulado de chuvas com 102,6 milímetros; seguido de Vitória, com 97,76 mm.

Colatina e Marilândia, que ainda não tinham registrado prejuízos com a chuva registraram prejuízos nesta quarta-feira (20).

Em Colatina, três imóveis foram interditados por risco de deslizamento. Treze pessoas estão desalojadas. Já em Marilândia, um início de deslizamento de terra em uma área de risco tirou uma família de casa.

Desabamento na Serra

Parte de uma casa desabou no bairro Eldorado, na Serra, Grande Vitória, durante a chuva. Apesar do susto, ninguém se feriu e a outra parte da residência não precisou ser interditada.

Risco de rompimento de barragem

Por orientação das Defesas Civil Municipal e Estadual, famílias que moram próximo a uma barragem particular localizada na comunidade de Três Pontes, no interior de Santa Leopoldina, no Espírito Santo, deixaram suas casas nesta quarta.

Mortes

Quatro pessoas já morreram em decorrência das chuvas que atingem o Espírito Santo desde a última semana. Na noite dessa terça-feira (19), foi confirmada a morte do idoso Adolfo Siller, de 87 anos, que foi soterrado dentro de casa pela enxurrada na região de Tirol, em Santa Leopoldina, região Serrana do Espírito Santo.

Além de seu Adolfo, outras mortes foram de pai e filho também por consequência da chuva em Santa Leopoldina. Um morro deslizou para cima da casa onde morava a família: o pai Fernando Caus morreu no local, já mãe e filho, o menino Lorenzo Caus de seis anos, foram resgatados com vida e internados. Entretanto, a criança não resistiu e morreu nesta segunda-feira (18).

Outro caso foi o de um homem morreu afogado depois que o imóvel onde morava ficar alagado durante uma enchente, em Cariacica.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

A vida é feita de ciclos e isso tem significado

Aqui estamos todos vivendo nossas vidas um dia após o outro, buscando ser melhores do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *