Home / Política / Vereador de Guarapari acusado de pedir propina pede licença

Vereador de Guarapari acusado de pedir propina pede licença

O vereador Dito Xaréu (SD), apontado pela Câmara de Guarapari como autor dos áudios com supostos pedidos de propina, protocolou, na tarde desta terça-feira (28), um atestado pedindo 15 dias de licença para tratamento médico.

A Câmara informou que todo documento protocolado na Casa é encaminhado ao presidente, para que ele possa analisar, junto com a assessoria, sua admissibilidade. Após a confirmação da admissibilidade, é dada publicidade ao documento para que siga os trâmites.

Se for concedido pela presidência da Casa, o vereador ficará de licença até o dia 12 de junho e só voltará à Câmara no dia 13 de junho, data marcada para a leitura da denúncia apresentada contra o vereador e para a votação nominal que decidirá se será aberta uma CPI para investigar os áudios em que o vereador aparece negociando com empresários a Lei de Eventos.

Pelo regimento interno, qualquer cidadão pode fazer a denúncia, e o autor pode ser preservado. Para abrir a CPI são necessários 9 votos, e para afastar o parlamentar, 12 votos. Os áudios, que vazaram de um aplicativo de mensagens, apresentam partes de um diálogo, supostamente, entre o vereador e empresários negociando a aprovação da Lei Municipal de Eventos.

Em um deles, o vereador diz que “vai dar tudo certo, eu preciso que faça aquele 50% para poder ‘batizar’ os meninos aqui beleza? É seis, seis mil”.

Em outro áudio, o vereador diz: “Então, é seis agora para protocolar e o homem vai vetar, com certeza. Derrubando o veto são mais seis, entendeu? Fala com eles aí, vou tirar foto e mandar para você, para poder já correr atrás desses seis. Para os meninos até quinta-feira na próxima sessão”.

Dito Xaréu nega se autor dos áudios.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Trump entra com processo para interromper apuração na Pensilvânia

A campanha disse que a ação judicial visa impedir que autoridades democratas no estado “escondessem” …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *