Home / Noticias / Sobe para cinco o número de policiais assassinados em 2018 no Espírito Santo

Sobe para cinco o número de policiais assassinados em 2018 no Espírito Santo

A morte do investigador da Polícia Civil Alessandro Gomes Ferrari, ocorrida neste domingo (28), em Morada de Santa Fé, Cariacica, representa o aumento nos casos de assassinatos de policiais em 2018 no Espírito Santo. De acordo com um levantamento realizado, somente neste ano, foram cinco policias mortos e pelo menos oito feridos.

Alessandro Gomes Ferrari foi abordado dentro do carro na esquina das ruas Moxuara e Polivalente. No veículo estavam o policial civil, a esposa dele e a sogra. Ele tinha ido buscar a amiga da filha para a festa de aniversário da criança quando o crime aconteceu. A polícia trata o caso como latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Outros casos

30 de agosto

Um confronto entre policiais e criminosos deixou um soldado da Polícia Militar baleado, na madrugada do dia 30 de agosto. A ocorrência foi registrada em um campo do bairro Planalto Serra. O PM tem 29 anos e foi ferido na perna. Segundo a Polícia, dois militares faziam patrulhamento de rotina na região. Eles foram abordar um indivíduo que estava em atitude suspeita. No entanto, durante a abordagem. um outro homem surgiu efetuando vários disparos contra os policiais. Após atingir o soldado, o suspeito conseguiu fugir em meio a mata.

24 de agosto

Um policial militar foi baleado após tentar impedir que um homem invadisse a casa da ex-companheira para agredi-la, no dia 24 de agosto, em Vila Velha. O suspeito teria tomado a arma da mão do militar e atirado contra ele. O tiro, no entanto, atingiu o colete balístico do policial, que não se feriu gravemente

13 de agosto

Foto: Reprodução/Facebook

O soldado Walter Anderson Borges da Silva, 30 anos, foi assassinado no dia 13 de agosto. Ele estava em uma festa infantil da filha de uma amiga da esposa, após sair do trabalho. Segundo informações de testemunhas, criminosos que estavam em um carro prata chegaram, abordaram Walter e efetuaram vários disparos, que teriam atingido a costela, o peito e o quadril do soldado.

22 de junho

Um soldado da Polícia Militar foi baleado de raspão na testa após reagir a um assalto no bairro Vila Prudêncio, em Cariacica. Os criminosos queriam levar a moto da vítima e houve troca de tiros. Um dos suspeitos morreu no local. O soldado foi socorrido para um hospital.

30 de maio

Um policial militar de 25 anos foi baleado durante um assalto ocorrido no bairro Aparecida, em Cariacica. O PM estava de moto, junto com a esposa, quando foi abordado por quatro criminosos, que roubaram o veículo. Mesmo ferido o PM desceu a rua e pediu ajuda a moradores da região. Pessoas que estavam em um bar tentaram acalmar a vítima. O próprio policial acionou o Ciodes, que enviou uma viatura ao local.

20 de maio

Em Nova Carapina, na Serra, um sargento da Polícia Militar foi baleado após reagir a um assalto. Ele estava em um ponto de ônibus quando foi rendido. A arma do militar foi levada pelos bandidos. O policial militar foi socorrido encaminhado para o Hospital Jaime Santos Neves, no município.

25 de abril

O soldado Lucas Sabino dos Santos foi assassinado na madrugada de 25 de abril, no bairro Itacibá, em Cariacica. Ele foi baleado no peito e acabou morrendo. Lucas não estava de serviço quando o crime aconteceu. A vítima estava acompanhada de um amigo e, quando passavam de carro em frente a um bar, criminosos começaram a efetuar os disparos. O amigo também foi baleado. Oito pessoas foram detidas suspeitas de participarem do crime. Todos foram levados para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica.

21 de março

O sargento Lucimar Schultz, 53 anos, da reserva da Polícia Militar foi baleado no bairro Soteco, em Vila Velha. O militar foi alvejado com três disparos. Um dos tiros atingiu o ombro do policial. O sargento foi socorrido pelo próprio filho que se encontrava com ele no momento do fato. Após 10 dias internado, ele recebeu alta do hospital, onde passou por cirurgia e perdeu um rim.

20 de março

Foto: Reprodução Facebook

soldado da polícia militar Afonso Miller Costa de Mello, de 23 anos, foi baleado na cabeça no bairro São Torquato, em Vila Velha, após ser confundido com um traficante. Após uma semana internado, ele morreu na noite do dia 27 de março. O policial estava em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Lucas, em Vitória.

12 de fevereiro

Um policial militar foi baleado por criminosos durante uma tentativa de assalto no bairro Nova Bethânia, em Viana. O soldado saía de um supermercado quando o crime aconteceu. Ele estava de folga e voltava de carro para casa. A vítima foi atingida por disparos no abdômen e na mão. O militar foi socorrido por um colega, que também é policial e estava em serviço no bairro. Ele foi encaminhado para o Hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha.

26 de janeiro

Um sargento da PM também baleado após troca de tiros com uma dupla de assaltantes em Vila Velha. De acordo com o que foi relatado na ocorrência, ele estava dentro da viatura e foi baleado na boca. O policial foi levado para um hospital particular de Cariacica.

26 de janeiro

No mesmo dia, um policial militar de folga morreu após ser baleado durante uma troca de tiros com um assaltante, no balneário de Itaipava, em Itapemirim, litoral sul do Estado. O criminoso também foi atingido e morreu no local. De acordo com a polícia, dois bandidos tentaram roubar o carro de dois policiais mineiros, que são irmãos e estavam de passagem pelo Espírito Santo. Um dos policiais reagiu e trocou tiros com os assaltantes.

Casos em 2017

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na última semana pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o número de policiais civis e militares mortos em 2017 foi o mesmo do que o ano anterior. O levantamento considera as vítimas em serviço ou não em situação de confronto.

Durante o período de trabalho, um policial foi morto em 2017. No ano anterior não foram registrados casos de assassinatos. Já o número de policiais assassinados fora de serviço em 2017 foi de três, um a menos do que no ano anterior, quando foram registradas quatro mortes.

Você pode Gostar de:

Jovem é apreendido após atirar em dois adolescentes em escola

Segundo informado pela Polícia Militar, a causa motivadora do comportamento do adolescente que efetuou o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *