No Banner to display

Home / Sem categoria / Setembro Amarelo – Mês de prevenção ao Suicídio:

Setembro Amarelo – Mês de prevenção ao Suicídio:

Desde o ano de 2015 o mês de setembro é conhecido principalmente como o mês de prevenção ao suicídio no Brasil e o dia 10 de setembro é o dia mundial de prevenção ao suicídio.

Então vamos falar sobre o assunto? A Organização Mundial de Saúde considera o suicídio como um problema de saúde pública. Estima-se que em média 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil. E o suicídio é a segunda principal causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos.

É importante saber que é possível prevenir o suicídio. E a primeira medida preventiva é a EDUCAÇÃO. Então precisamos parar te ter medo sobre o assunto. Devemos quebrar alguns estigmas e tabus e compartilhar informações sobre o tema.

Então, vamos descrever algumas das principais crenças errôneas sobre o suicídio e que dificultam a prevenção e o acolhimento:

1 – Falar sobre o suicídio pode encorajar o ato? Falso.

Não é bem assim. Conversar abertamente sobre o assunto pode contribuir para a pessoa se sentir acolhida, ser entendida e tenha a oportunidade de procurar ajuda necessária.

2 – Ele está ameaçando se suicidar apenas para “chamar atenção” ou “manipular”? Falso.

Toda ameaça de suicídio deve ser compreendida como um pedido de ajuda e entender a REAL razão da sua fala. Ainda que possa existir um componente de manipulação nós não podemos correr o risco de desconsiderar o pedido da pessoa.

3 – Suicídio é um ato de covardia, de coragem ou falta de Deus no Coração? Falso.

O suicídio é um ato de desespero de pessoas que diante do tamanho do desespero não conseguem ver outra solução para lidar com aquela dor.

Pensar dessa forma não ajuda. Por isso é importante quebrar os julgamentos e preconceitos que todos têm sobre o tema. Falar com responsabilidade, de forma adequada e alinhada é o que recomendam as autoridades de saúde para que o objetivo de prevenção seja realmente eficaz.

Sendo assim, precisamos nos unir e identificar as pessoas que precisam de ajuda e o que cada de nós podemos fazer nessas situações. Todos podemos fazer esta pergunta: TEM ALGO QUE EU POSSO FAZER PARA TE AJUDAR?

Podemos ficar atentos à alguns sinais: Isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades que de gostava, descuido com a aparência, piora do desempenho no trabalho ou na escola/faculdade, alterações no sono e apetite, frases como “preferia estar morto” ou “quero desaparecer” podem ajudar a indicar a necessidade de ajuda.

Se você está sofrendo procure alguém, um serviço especializado e peça ajuda.

Você pode contar comigo, pois estou à disposição para maiores esclarecimentos e apoio/ajuda. Além disso, aproveito a oportunidade para divulgar e frisar o importante serviço do Centro de Valorização da Vida – CVV através do número 188 você pode conversar com alguém em momentos de crise 24hs por dia, 7 dias da semana.

PROCURE AJUDA!!!!.

LEMBRE: “FALAR É A MELHOR SOLUÇÃO”.

Flávio Volponi Pereira

Psicólogo

Você pode Gostar de:

Confira os gabaritos oficiais do ENEM

Apesar da possibilidade de conferência do gabarito, as notas dos estudantes ainda não serão reveladas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *