Home / Noticias / Servidor do INSS de Vitória é preso em flagrante por se apropriar de benefício de segurados

Servidor do INSS de Vitória é preso em flagrante por se apropriar de benefício de segurados

Ele foi detido pelo crime de corrupção passiva, com pena de até 12 anos de reclusão


Um servidor do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), da agência de Vitória, foi preso em flagrante delito pela Polícia Federal (PF), na tarde desta segunda-feira (1º). Ele foi detido pelo crime de corrupção passiva, com pena de até 12 anos de reclusão.

De acordo com informações da PF, o servidor se apropriava da verba do benefício de auxílio Transporte/Alimentação de segurados em procedimento de reabilitação profissional, a partir do aumento e retenção de parte dos valores.

Depois disso, o segurado era convencido a sacar o valor do benefício, que era posteriormente entregue ao servidor dentro das instalações do INSS em Vitória. O golpe ocorreu por, aproximadamente, nove meses e 10 segurados foram vítimas.

Na fraude, o segurado, a princípio, não tinha prejuízo, tendo seu benefício de auxílio alimentação e transporte da reabilitação profissional. O servidor ficava com a parte que ultrapassasse o valor de direito que cabia ao segurado, o qual era convencido de que o benefício deveria ser entregue na própria agência do INSS.

Um dos segurados procurou a Polícia Federal após ser alertado por familiares de que poderia estar envolvido em algum ato ilícito. A prisão foi efetuada pela PF no momento em que o servidor recebia o valor mensal na sua sala no INSS.

A ação da Polícia Federal no Espírito Santo foi realizada em conjunto com a Força Tarefa Previdenciária (FTP), formada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Secretaria de Previdência

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Justiça do ES dá 48h para que sindicato se manifeste sobre greve de motoristas de caminhão de lixo

Sindicato patronal acusa a categoria de não cumprir a liminar que determina a manutenção de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *