Home / educação / Sedu investe quase R$ 1,5 milhão para compra de 42 mil livros em 2019

Sedu investe quase R$ 1,5 milhão para compra de 42 mil livros em 2019

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Sedu), investiu quase R$ 1,5 milhão na aquisição, atualização e distribuição do acervo bibliográfico de escolas públicas do Estado.

Foram atendidas cerca de 190 escolas estaduais e mais 1.274 unidades capixabas de redes municipais. Ao todo, 42 mil exemplares foram adquiridos. São títulos técnicos, de literatura infantil e literatura infantojuvenil, que oferecem a professores e alunos novas e variadas alternativas para o aprendizado.

As obras selecionadas estão subdividas em diferentes gêneros que buscam contemplar livros técnicos, poesias, contos, crônicas, fábulas e narrativas curtas. Entre as aquisições estão “Alfabetização – A questão dos métodos”, de Magda Soares; “Um Jardim de A a Z”, de Taline Schubach; “De História em História se fez História”, de Luiz Guilherme Santos Neves; e “Gêneros Textuais – teoria e prática nos anos iniciais do E.F”, de Alberto Roiphe e Marcela Afonso Fernandez.

Os livros são direcionados para alunos da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental. O objetivo é subsidiar o corpo docente das escolas, permitindo o suporte pedagógico aos alunos. De acordo com a gerente de Educação Infantil e Ensino Fundamental da Sedu, Ana Pacheco, os acervos foram destinados a escolas com mais de 50 alunos.

“Os títulos foram selecionados por uma Comissão composta por técnicos das diversas gerências e assessorias da Sedu, a partir da análise de títulos reconhecidos nacionalmente e produzidos por escritores brasileiros, a fim de atualizar o acervo das bibliotecas/salas de leitura das escolas, tanto da Rede Estadual quanto das Redes Municipais de Ensino, que aderiram ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes)”, afirmou Ana Pacheco.

Fonte: Governo do ES

Você pode Gostar de:

Motoristas são pegos de surpresa com pedágio da 3ª Ponte mais caro

Os usuários do pedágio da 3ª Ponte começaram 2020 pagando um valor mais alto para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *