Home / Noticias / Pedreiro é preso suspeito de abusar sexualmente de mulher no transcol

Pedreiro é preso suspeito de abusar sexualmente de mulher no transcol

Um pedreiro de 32 anos foi preso, suspeito de abusar sexualmente de uma mulher dentro de um ônibus do Sistema Transcol, em Vitória, na tarde desta segunda-feira (11).

Ele foi autuado por importunação ao pudor, assinou um documento se comprometendo a comparecer à Justiça quando for chamado e depois foi liberado.

“A gente se sente tão mal, que a gente quer chegar em casa e tomar banho, achando que a água vai lavar a gente. De tão ruim que a gente se sente. Eu me senti a pior mulher do mundo”, contou a mulher, uma comerciante de 59 anos.

A comerciante entrou no ônibus, que faz a linha 572 e seguia para o Terminal de Laranjeiras, na Serra. Ela subiu no ponto da avenida Nossa Senhora dos Navegantes, em Vitória, e contou que o ônibus estava lotado.

“Na hora que eu passei na roleta, tinha um homem em pé, com cara de gente ruim mesmo, virado para frente. Eu virei para passar por ele de costas. Mesmo eu me esquivando, ele veio para cima de mim, se esfregou em mim. Eu reclamei, ele me xingou e queria até partir para o tapa, mas eu saí de perto, fui embora e a senhora que estava do meu lado falou para eu chamar a polícia. Eu chamei”, contou a comerciante.

Segundo a mulher, muitos passageiros viram o que o homem fez. “Ficou todo mundo: ‘nossa, que coisa feia’, mas ninguém ajudou. Quando o ônibus parou, todo mundo saiu do ônibus correndo”, completou.

De dentro do ônibus, a comerciante ligou para o filho, que é inspetor penitenciário e estava de carro no Centro de Vitória. Ele saiu de carro e conseguiu parar o ônibus na orla de Camburi.

O filho da comerciante trocou agressões com o suspeito e o imobilizou até a chegada da Polícia Militar.“Meu filho chegou, com a ajuda de um outro rapaz que estava no ônibus, colocou ele para fora, e a polícia chegou e prendeu ele”, completou.

O suspeito se identificou como um pedreiro de 32 anos. Ele foi detido e levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Justiça do ES dá 48h para que sindicato se manifeste sobre greve de motoristas de caminhão de lixo

Sindicato patronal acusa a categoria de não cumprir a liminar que determina a manutenção de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *