Home / Noticias / Pai é acusado de assalto enquanto aguardava cirurgia do filho e fica 17 horas preso

Pai é acusado de assalto enquanto aguardava cirurgia do filho e fica 17 horas preso

m ladrilheiro de 27 anos foi preso na manhã deste sábado (21), em Vila Velha, enquanto aguardava o filho de dois anos sair de uma cirurgia. Segundo a esposa, Jefferson Barbosa da Silva foi confundido com um assaltante ao ser visto correndo nas proximidades do hospital. Ele foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária de Cobilândia, mas liberado nesta madrugada (22).

De acordo com a esposa de Jeferson, Talita Barcelos Coutinho, os dois chegaram ao Hospital Praia da Costa por volta das 6h40, porque o filho tinha uma cirurgia agendada para as 7h.

A mãe acompanhou a criança durante a preparação para o procedimento. Já Jeferson esperou durante um tempo dentro do hospital, mas depois decidiu dar uma volta para “esfriar a cabeça”, segundo a esposa.

Ainda segundo Talita, ao ser sedada, a criança teve uma diminuição dos batimentos cardíacos. Depois de acionar a equipe médica para ver o que havia acontecido com o filho, ela ligou para o marido.

“Liguei pra ele voltar, porque o neném não estava respirando mais. Nisso, ele desligou e me mandou mensagem que estava vindo correndo”, contou Talita.

Nessa hora, segundo ela, ao ser visto correndo, Jefferson foi abordado pela Guarda Municipal de Vila Velha e recebeu voz de prisão. Um homem que havia acabo de ser assaltado reconheceu o ladrilheiro como o suspeito que havia cometido o crime.

“O rapaz reconheceu ele. Disse que ele estava de bicicleta e com outra roupa. Mas ele veio de carro para o hospital, deixou o carro aqui, não trocou de roupa em nenhum momento. Mesmo sem prova nenhuma, levaram ele”, contou Talita.

Para o advogado de Jefferson, Ailton Ribeiro da Silva, a prisão foi ilegal e injusta, já que ele não tinha a bicicleta que teria sido usada no assalto e nem usava as roupas com as mesmas cores das do suspeito.

“Meu cliente ficou preso injustamente de 9h as 2h da manhã. Quando cheguei lá, ele só sabia chorar e tremer”, disse.

Aílton explicou que não conseguiu as imagens das câmeras de videomonitoramento do hospital para comprovar que o cliente não tinha relação com crime, mas usou vídeos e fotos feitos pela esposa de Jefferson, pouco antes da cirurgia, para atestar a inocência dele.

“Juntei fotos e vídeos do meu cliente no hospital, comprovante de que ele tem carteira assinada, residência fixa, é réu primário, tem bons antecedentes. Expliquei tudo para a juíza, que deferiu o meu pedido e mandou expedir imediatamente o alvará de soltura”, disse Aílton.

A criança passou por cirurgia e deve continuar internada por mais 7 dias, segundo a mãe.

Outro lado

Em nota, a Polícia Civil disse que Jefferson foi autuado por roubo e posse de drogas para consumo. O caso vai seguir sob investigação da Polícia Civil.

Sobre outros questionamentos, a assessoria da Polícia Civil disse que a ocorrência foi gerada e finalizada no plantão anterior, e que por isso, não é possível ter acesso a ela. “Ocorrências que foram finalizadas em outros plantões, durante finais de semana, não ficam disponíveis para assessoria”.

Sobre a substância branca encontrada com Jefferson o advogado disse que trata-se de cerca de 5g de um pó branco, que ainda vai passar por laudo pericial.

A prefeitura de Vila Velha foi acionada às 16h18 para falar sobre a postura da Guarda Municipal, mas ainda não respondeu.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Justiça do ES dá 48h para que sindicato se manifeste sobre greve de motoristas de caminhão de lixo

Sindicato patronal acusa a categoria de não cumprir a liminar que determina a manutenção de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *