No Banner to display

Home / Noticias / Pai é acusado de assalto enquanto aguardava cirurgia do filho e fica 17 horas preso

Pai é acusado de assalto enquanto aguardava cirurgia do filho e fica 17 horas preso

m ladrilheiro de 27 anos foi preso na manhã deste sábado (21), em Vila Velha, enquanto aguardava o filho de dois anos sair de uma cirurgia. Segundo a esposa, Jefferson Barbosa da Silva foi confundido com um assaltante ao ser visto correndo nas proximidades do hospital. Ele foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária de Cobilândia, mas liberado nesta madrugada (22).

De acordo com a esposa de Jeferson, Talita Barcelos Coutinho, os dois chegaram ao Hospital Praia da Costa por volta das 6h40, porque o filho tinha uma cirurgia agendada para as 7h.

A mãe acompanhou a criança durante a preparação para o procedimento. Já Jeferson esperou durante um tempo dentro do hospital, mas depois decidiu dar uma volta para “esfriar a cabeça”, segundo a esposa.

Ainda segundo Talita, ao ser sedada, a criança teve uma diminuição dos batimentos cardíacos. Depois de acionar a equipe médica para ver o que havia acontecido com o filho, ela ligou para o marido.

“Liguei pra ele voltar, porque o neném não estava respirando mais. Nisso, ele desligou e me mandou mensagem que estava vindo correndo”, contou Talita.

Nessa hora, segundo ela, ao ser visto correndo, Jefferson foi abordado pela Guarda Municipal de Vila Velha e recebeu voz de prisão. Um homem que havia acabo de ser assaltado reconheceu o ladrilheiro como o suspeito que havia cometido o crime.

“O rapaz reconheceu ele. Disse que ele estava de bicicleta e com outra roupa. Mas ele veio de carro para o hospital, deixou o carro aqui, não trocou de roupa em nenhum momento. Mesmo sem prova nenhuma, levaram ele”, contou Talita.

Para o advogado de Jefferson, Ailton Ribeiro da Silva, a prisão foi ilegal e injusta, já que ele não tinha a bicicleta que teria sido usada no assalto e nem usava as roupas com as mesmas cores das do suspeito.

“Meu cliente ficou preso injustamente de 9h as 2h da manhã. Quando cheguei lá, ele só sabia chorar e tremer”, disse.

Aílton explicou que não conseguiu as imagens das câmeras de videomonitoramento do hospital para comprovar que o cliente não tinha relação com crime, mas usou vídeos e fotos feitos pela esposa de Jefferson, pouco antes da cirurgia, para atestar a inocência dele.

“Juntei fotos e vídeos do meu cliente no hospital, comprovante de que ele tem carteira assinada, residência fixa, é réu primário, tem bons antecedentes. Expliquei tudo para a juíza, que deferiu o meu pedido e mandou expedir imediatamente o alvará de soltura”, disse Aílton.

A criança passou por cirurgia e deve continuar internada por mais 7 dias, segundo a mãe.

Outro lado

Em nota, a Polícia Civil disse que Jefferson foi autuado por roubo e posse de drogas para consumo. O caso vai seguir sob investigação da Polícia Civil.

Sobre outros questionamentos, a assessoria da Polícia Civil disse que a ocorrência foi gerada e finalizada no plantão anterior, e que por isso, não é possível ter acesso a ela. “Ocorrências que foram finalizadas em outros plantões, durante finais de semana, não ficam disponíveis para assessoria”.

Sobre a substância branca encontrada com Jefferson o advogado disse que trata-se de cerca de 5g de um pó branco, que ainda vai passar por laudo pericial.

A prefeitura de Vila Velha foi acionada às 16h18 para falar sobre a postura da Guarda Municipal, mas ainda não respondeu.

Você pode Gostar de:

Suspeitos de tráfico são presos com cocaína pura em Vitória

Dois suspeitos de tráfico de drogas foram presos com cocaína pura, durante uma operação policial …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *