Home / Noticias / Pai abandona filho de 12 anos na Câmara de Vereadores de Cachoeiro de Itapemirim

Pai abandona filho de 12 anos na Câmara de Vereadores de Cachoeiro de Itapemirim

O adolescente foi atendido pelo Conselho Tutelar e encaminhado de volta para casa, enquanto o homem vai passar por avaliação psicológica


Um homem aparentemente desorientado abandonou o filho de 12 anos na Câmara de Vereadores de Cachoeiro de Itapemirim, alegando não ter condições de cuidar do adolescente. Atendido pelo Conselho Tutelar, o menino foi levado de volta para casa e o pai está sendo encaminhado para avaliação psicológica.

Servidores da portaria da Câmara disseram que, ao entrar na Casa, o homem informou apenas que gostaria de falar com algum vereador, sendo autorizado a subir ao primeiro andar, onde ficam os gabinetes.

Sem direção, o homem foi com o adolescente ao gabinete do vereador Ely Escarpini, afirmando, logo ao entrar, que deixaria o garoto ali, pois não tinha mais condições financeiras de cuidar dele e de outros filhos. 

O vereador ligou imediatamente para o Conselho Tutelar, que compareceu à Câmara e atendeu o caso. 

“O adolescente estava lá realmente, trouxemos, fizemos averiguações, buscas para saber quem era o pai e a mãe. Só tínhamos o nome do menino, não tínhamos o endereço. Foi acionado o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Burarama, porque o adolescente é de Pacotuba, distrito de Cachoeiro de Itapemirim”, contou a conselheira tutelar de Cachoeiro de Itapemirim, da Regional I, Eliana Carvalho.

De acordo com a conselheira, que atendeu o caso, o menino é o filho mais velho e tem três irmãos. O pai trabalha na roça e vende verduras. Todos os filhos dele estão matriculados na escola e cadastrados no CRAS.

“Fui até a casa para saber se tinha condições de receber o adolescente. O pai tomou uma atitude que não se toma, colocou o filho em constrangimento. O menino foi entregue aos cuidados da mãe e vai ser continuado o atendimento, com atenção maior à família”, explicou Eliana.

A família mora em Pacotuba, não precisa de aluguel social por morar em casa própria e todos recebem Bolsa Família. 

Você pode Gostar de:

Homem morre afogado na Praia de Camburi

O homem aparentava ter entre 50 e 60 anos de idade. O resgate chamou a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *