Home / Noticias / Mulher destrói carro de marido e o agride com enxada após fim de relacionamento

Mulher destrói carro de marido e o agride com enxada após fim de relacionamento

Uma mulher de 39 anos destruiu o carro do companheiro e o agrediu com golpes de enxada. Edmar Medina Delmondes, um encarregado de 35 anos, foi agredido na casa onde o casal morava, em Bertioga, no litoral de São Paulo. O motivo da violência seria o fato da esposa não aceitar o fim do relacionamento.

Segundo a polícia, além de ter agredido Edmar, a mulher também o ameaçou de morte. “Ligou para minha mãe e mandou ela encomendar o caixão, porque ela iria me matar”, disse ele.

De acordo com o encarregado, os dois se conhecem há cinco anos. Porém, recentemente, ele decidiu terminar o relacionamento. Ele já havia pedido que ela saísse de casa e dito que não queria mais o relacionamento. A reação da mulher não foi a das melhores.

“Ela tentou me furar com umas flechas que tenho em casa. Me deu tapas na cara e desceu a escada atrás de mim. Ela também quebrou os vidros do meu carro com um pedaço de madeira e arremessando telhas”, contou o homem.

Edmar conta que quando tentou conter a mulher, ela o agrediu com golpes de enxada. Ele ficou ferido nas mãos e no pulso. Em seguida, ela também ameaçou de jogar água quente no encarregado quando ele estivesse dormindo.

Porém, segundo o encarregado, essa não é a primeira vez que a mulher teve um comportamento agressivo. Segundo ele, a companheira já quebrou o caminhão e a perua do estabelecimento onde ele é empregado. “Ela quebrou copos de vidro dentro de casa e jogou toda a carne no lixo. Estou dormindo na minha prima por medo. Quero que ela responda criminalmente pelas agressões”, afirmou.

A Polícia Civil informou que exames foram solicitados junto ao Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como dano, lesão corporal e ameaça.

Você pode Gostar de:

Jovem é apreendido após atirar em dois adolescentes em escola

Segundo informado pela Polícia Militar, a causa motivadora do comportamento do adolescente que efetuou o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *