Home / Polícia / Mansão, luxo e festas: Polícia Civil prende traficante mais procurado da Serra

Mansão, luxo e festas: Polícia Civil prende traficante mais procurado da Serra

O delegado Rodrigo Sandi Mori disse que o traficante morava em uma mansão que ocupava meio quarteirão e costumava promover festas para a comunidade


O criminoso considerado como o mais procurado da Serra, Cleberson dos Santos Cordeiro, de 24 anos, mais conhecido como Mucilon, foi preso durante operação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra, na última terça-feira (22). Contra o suspeito, havia um mandado de prisão por homicídio.

Segundo o delegado, o suspeito estava sendo monitorado pela Polícia Civil há cerca de três meses. Ele estava mudando de endereço constantemente, para dificultar a localização. Um dos mandados foi cumprido em uma mansão em que o suspeito morava, em Portal de Jacaraípe. No local, a polícia encontrou várias anotações sobre o tráfico de drogas.

Vizinhos, de acordo com os policiais, não sabiam que o morador era criminoso, ele andava sempre de carro de luxo.

“É uma mansão que ocupa meio quarteirão, de alto luxo. O tráfico dele movimentava R$ 30 mil por semana e R$ 150 mil por mês. Ele gostava de esbanjar o poder do tráfico, promovendo festas no Bairro de Fátima, angariando a confiança da população e dificultando o nosso trabalho. Por exemplo, no último Dia das Crianças, ele fechou a praça do bairro e distribuiu bolo, sorvete e lembrança para as crianças […] ele conseguiu a confiança das população promovendo festas, distribuindo alimentos para pessoas mais carentes, porém o recado que a gente passa para as pessoas é que não deve aceitar esse poder paralelo do tráfico”.

Cleberson foi preso por suspeita de participar do crime que vitimou o garçom Robson dos Santos Antonio, de 28 anos, em fevereiro do ano passado, em Hélio Ferraz, também na Serra. Segundo o delegado, a motivação do crime foi a disputa pelo tráfico de drogas. 

Na ocasião, três suspeitos passaram de carro e atiraram contra Robson, que morreu no local. Segundo o delegado, os outros dois suspeitos já foram presos.

Segundo o titular da delegacia, Rodrigo Sandi Mori, a equipe da delegacia já tentou prender o suspeito em ocasiões anteriores. No dia 8 de outubro, a equipe da DHPP foi cumprir o mandado de prisão em desfavor de Cleberson, mas a equipe foi recebida a tiros por traficantes do local. “Fomos recebidos a tiros e teve um confronto intenso com traficantes da região. Os traficantes se evadiram e deixaram três mochilas com grande quantidade de drogas. Desde então, virou questão de honra para a nossa delegacia, efetuar a prisão desse indivíduo e retirá-lo do convívio da sociedade”.

No momento da prisão, Cleberson foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e também vai responder por tráfico de drogas, em função do material apreendido pela polícia na última operação. Segundo o delegado, ele já é réu no processo do homicídio de Robson dos Santos Antonio.

Além de comandar tráfico de drogas do Bairro de Fátima e no bairro Hélio Ferraz, Cleberson também tem conexão com uma organização criminosa e atuava como o ‘braço-direito’ do traficante Fernando Moraes Pereira, suspeito de comandar o tráfico de drogas no Bairro da Penha, em Vitória.

O delegado afirmou ainda que já efetuou prisões de traficantes ligados a organização criminosa. “Esse grupo já tentou se instalar em alguns bairros aqui da Serra, como Jacaraípe e agora em Bairro de Fátima. O recado que a gente dá é que aqui não vai se instalar. Se vierem pra cá, vão ser expulsos ou presos”.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Homem suspeito de estuprar as duas filhas e três sobrinhas é preso.

A vítima mais recente, uma sobrinha do homem, foi examinada no Serviço Médico Legal (SML) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *