Home / Noticias / Justiça Federal mantém prisão de presidente da Desportiva Ferroviária

Justiça Federal mantém prisão de presidente da Desportiva Ferroviária

Justiça Federal converteu a prisão em flagrante do presidente eleito da Desportiva Ferroviária, Edney Costa, em prisão preventiva, sem prazo determinado. Para o advogado dele, a prisão preventiva do cliente é ilegal, já que foi decidida antes da audiência de custódia.

Edney Costa trabalha na área portuária há mais de 20 anos e foi preso com outras seis pessoas, em um galpão em Vila Velha, na quarta-feira (6). Cerca de 246 kg de cocaína foram apreendidos com uma carga de milho, dentro de um contêiner que seguiria para o Porto de Vila Velha. De lá, a carga seria levada para a Espanha.

Segundo as investigações, Edney atuava como intermediário entre os donos da droga e funcionários do Porto de Vila Velha, organizando a logística do grupo.

A decisão é do juiz Marcus Vinícius Figueiredo de Oliveira Costa, titular da 1ª Vara Federal Criminal. O juiz também converteu o flagrante em prisão preventiva para os outros seis presos.

A decisão é da noite de quinta-feira (7) e foi divulgada nesta sexta (08), durante audiência de custódia dos sete envolvidos no caso. As informações são da Rádio CBN Vitória.

Em entrevista à rádio, o advogado do presidente da Desportiva, Raphael Soeiro, informou que a prisão preventiva foi ilegal, já que ela foi definida antes da audiência de custódia.

“Primeiro deve acontecer a audiência de custódia para oportunizar a ampla defesa e o contraditório, que não foi respeitado. Vou esperar os autos retornarem para o juiz natural para analisar quais providências devo tomar”, disse.

Na quinta-feira (7), o advogado já havia alegado que Edney não tinha conhecimento sobre a droga quando a Polícia Federal fez a operação.

Decisão

De acordo com a decisão, Edney deve continuar preso porque é investigado por envolvimento no caso de um helicóptero carregado de cocaína que seria exportada pelo porto.

O juiz destaca também que os demais detidos devem continuar custodiados para garantir a ordem pública, e porque há fortes indícios de que soltos eles voltem a cometer crimes.

Desportiva Ferroviária

Em nota, a Desportiva informou que em virtude dos acontecimentos envolvendo o presidente eleito Edney José da Costa, que tomaria posse no dia 01 de janeiro de 2018, os treinamentos em dezembro foram suspensos e todo o elenco e comissão técnica foram liberados. As atividades retornam no dia 02 de janeiro de 2018.

A Desportiva também ressaltou que o caso envolvendo Edney é de cunho pessoal e o clube não possui qualquer envolvimento com a questão.

* Com informações de Patrícia Scalzer, da CBN Vitória.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Justiça do ES dá 48h para que sindicato se manifeste sobre greve de motoristas de caminhão de lixo

Sindicato patronal acusa a categoria de não cumprir a liminar que determina a manutenção de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *