No Banner to display

Home / Noticias / Idosa é morta e três pessoas são baleadas em ponto de ônibus da Serra

Idosa é morta e três pessoas são baleadas em ponto de ônibus da Serra

Uma mulher, de 60 anos, morreu e outras três pessoas foram baleadas em um ponto de ônibus, por volta de 6h desta segunda-feira (28), na entrada do bairro José de Anchieta, na Serra, Grande Vitória. A Polícia Militar e ambulâncias estiveram no local e encaminharam os feridos para hospitais.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu quando as vítimas estavam embarcando e desembarcando na linha 829 do Sistema Transcol, que faz o trajeto de Planalto Serrano ao Terminal de Carapina.

As testemunhas disseram que os criminosos chegaram em uma moto e pararam perto do ônibus. Um deles desceu do veículo e começou a atirar, atingindo quatro pessoas: uma que esperava no ponto, duas que desembarcavam e outra que embarcava. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O filho da idosa que morreu no local contou que a mãe sempre esperava por ônibus lá. Ela trabalhava em um condomínio em Jacaraípe, na Serra, e se aposentadoria em março.

“É o trajeto que ela sempre faz. Ela sempre está no ponto entre 5h e 5h30 da manhã. Você nunca imagina que você vai sair para trabalhar e sua mãe vai ser assassinada no meio da rua”, declarou o filho, que esteve nesta manhã no Departamento Médico Legal (DML) para liberar o corpo da mãe. Ele preferiu não ser identificado.

Relatos

A vítima que estava no ponto de ônibus é um jovem de 18 anos. Quando viu os criminosos chegarem na moto, ele correu e foi baleado na nuca. Um taxista socorreu o rapaz e levou para o Hospital Estadual Jayme Santos Neves. A mãe dele disse que o filho está falando e declarou que foi “um milagre de Deus”.

“A menina do hospital ligou para minha casa e disse que estava aqui e que tinha sido baleado. Ele me contou que o homem não falou nada, só atirou contra meu filho. Ele não sabia que a mulher estava morta. Ele saiu correndo no meio dos carros com medo. Ele está chorando assustado, saiu às 5h30 da manhã de casa para trabalhar”, relata a mãe.

A amiga de uma das vítimas contou que ela estava descendo do ônibus quando foi beleada no braço. Dentro do coletivo, os passageiros ficaram desesperados e se jogaram no chão. Ela acredita que o crime não foi um assalto.


“Ela estava descendo do ônibus e nós ouvimos o disparo. Ela não dinha descido ainda e virou para mim e disse que tinha sido atingida, foi aí que todo mundo se jogou no chão. Entraram em pânico porque a gente sai para trabalhar e nunca sabe. Os caras não chegaram perto do ônibus, não anunciaram assalto, não vimos ninguém”, contou a mulher. Ela disse ainda que o motorista do ônibus levou dois feridos para o hospital.

Polícia

A Polícia Militar informou que nenhum suspeito do crime foi detido ainda.

A Polícia Civil disse que vai investigar o caso e que mais informações não serão passadas para não atrapalhar o andamento das apurações.

“Denúncias que auxiliem no trabalho da polícia e contribuam para identificação de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque – Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível a pessoa anexar imagens e vídeos de ações criminosas. O sigilo e o anonimato são garantidos”, informou ainda a nota da Polícia Civil.


Você pode Gostar de:

Violência: tiroteios assustam moradores da Grande São Pedro; região registra dois homicídios

Na última segunda-feira (23), um morador do bairro São Pedro I registrou em vídeo diversos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *