Home / Noticias / Homem é preso em Vitória suspeito de estuprar e engravidar enteada deficiente mental

Homem é preso em Vitória suspeito de estuprar e engravidar enteada deficiente mental

1170b360-7ef0-0135-d49f-6231c35b6685--minified

Um repositor de supermercado de 32 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (18), em Vitória, suspeito de estuprar a própria enteada. Segundo a polícia, a vítima, que hoje tem 13 anos, mas na época em que os abusos começaram tinha 11, possui deficiência mental e engravidou do suspeito.

A mãe da menina também foi presa, acusada de permitir que os abusos acontecessem. De acordo com a polícia, o casal detido ainda tentou fazer com que a vítima abortasse. No último mês, a adolescente deu à luz um menino e as investigações da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e o exame de DNA apontaram o repositor como pai da criança.

“No final da gestação, essa jovem sofreu ainda uma tentativa de aborto. Foi ministrado uma espécie de chá abortivo e ela então entrou em trabalho de parto. Houve então esse fato, que agrava ainda mais a situação, porque tentaram produzir um aborto nessa criança”, destacou o titular da DPCA, delegado Lorenzo Pazolini.

As investigações começaram em maio deste ano, mas, de acordo com o delegado, os abusos tiveram início no ano passado, dentro da própria casa da família. A vítima morava no imóvel com a mãe, o suspeito e outros dois irmãos.

Ainda segundo Lorenzo Pazolini, testemunhas alertaram a mãe da adolescente sobre o crime, mas, mesmo assim, ela não procurou a polícia. “A mãe era completamente omissa, ou seja, não tomou nenhuma providência para proteger nem para evitar que esse fato continuasse ao longo do tempo, mesmo após tomar conhecimento da gravidez da adolescente”, frisou o delegado.

De acordo com Lorenzo Pazolini, a mãe da vítima também vai responder pelo crime de estupro de vulnerável. Já a vítima e o recém-nascido estão sob os cuidados de familiares.

“A mãe foi presa diante de sua omissão. Essa conduta dela é uma conduta omissiva, penalmente relevante e que traz reflexos na seara do direito penal. Ela também vai responder pelo crime de estupro de vulnerável, assim como o padrasto”, afirmou o delegado.

Você pode Gostar de:

Em Viana, assédio sexual e perseguição em escola acaba em delegacia

Homens que trabalhavam na reforma da Escola Municipal Constantino José Vieira, em Marcílio de Noronha …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *