Home / Noticias / Greve dos caminhoneiros continua no ES mesmo após anúncio de Temer

Greve dos caminhoneiros continua no ES mesmo após anúncio de Temer

Protesto continua na BR-262

A greve dos caminhoneiros completou uma semana no Espírito Santo, nesta segunda-feira (28). No fim de semana, 80 postos do estado e o Aeroporto de Vitória foram abastecidos com combustíveis. Prefeituras da Grande Vitória e empresas garantiram que os ônibus vão circular normalmente e escolas também vão funcionar.

Nas rodovias federais do estado, o protesto continua na manhã desta segunda. Os caminhoneiros ficam às margens da rodovia, sem prejuízo ao trânsito. O bloqueio é apenas para os caminhões.

Na BR-262, em Viana, na Grande Vitória, cerca de 600 caminhoeiros permaneciam no protesto.

“Vamos continuar, porque o que o Temer disse ontem não convenceu a maioria dos motoristas não. Nós estamos com representantes lá (em Brasília) e eles não concordaram com o que ele prometeu. Não estamos de acordo”, disse um dos caminhoneiros no ponto de bloqueio.

Outro manifestante garantiu que cargas essenciais estão sendo permitidas a passar no bloqueio. “Desde segunda-feira, o primeiro dia, que começamos a fazer a paralisação, nenhuma carga viva foi detida aqui, nem um tipo de remédio, gás de oxigênio”, falou.

Governo federal

No domingo (27), o presidente da República, Michel Temer, anunciou novas medidas para reduzir o valor do diesel, em mais uma tentativa de por fim à paralisação dos caminhoneiros.

Entre as medidas anunciadas está a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, e a isenção de pegamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios.

Representantes de caminhoneiros autônomos que se reuniram no Palácio do Planalto com Temer afirmaram que aprovam as medidas e que orientariam a categoria a encerrar a greve assim que elas fossem publicadas.

Governo prevê multa a caminhoneiros com cargas essenciais no ES

Governo prevê multa a caminhoneiros com cargas essenciais no ES

Governo do Espírito Santo

Nesta segunda-feira, o governo do Espírito Santo vai começar a aplicar multas para caminhoneiros e manifestantes que impedirem a liberação de cargas essenciais para serviços e para a vida humana nas rodovias que cortam o estado.

Ao todo, o Espírito Santo tem 1.646 veículos parados em 29 pontos de manifestação, segundo o governo do estado.

O governo também investiga se empresas estão participando da paralisação e prejudicando a entrega de produtos. A prática é conhecida como locaute.

Protesto continua na BR-262

Você pode Gostar de:

Casal pede corrida para motel, assalta taxista e foge com carro em Vitória

O crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira (29). Bastante alterada, a mulher fez várias ameças …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *