Home / Noticias / Falta de massa muscular em idosos aumenta risco de doenças graves e de morte

Falta de massa muscular em idosos aumenta risco de doenças graves e de morte

Corpo fica mais frágil e propenso à várias doenças; a perda da massa muscular também é um fator de risco para ocasionar quedas


Pesquisadores descobriram que idosos com pouca massa muscular correm maior risco de desenvolver doenças graves e até morrer. Uma pesquisa da faculdade de medicina de São Paulo (USP) mostrou a importância da massa muscular em idosos. Mais de 800 pessoas foram acompanhadas ao longo de quatro anos e a conclusão foi preocupante: homens com baixa proporção de músculos, tem onze vezes mais chances de morrer e mulheres 63 vezes mais.

“Sem músculos”, o corpo fica mais frágil e propenso a várias doenças, além disso, as quedas também ocorrem com mais incidência. Além de exames para comprovar a falta muscular é preciso ficar alerta aos outros sinais como dificuldades de realizar movimentos que até então eram fáceis, alguns exemplos são subir escada, segurar sacola de compra, entre outros fatores.

Exercícios físicos são importantes para ajudar na recuperação e preservação da musculatura. Os músculos da perna e do braço são os que mais devem receber atenção. Uma dica, é praticar a musculação, que é a melhor forma para desenvolve-los, mas não é a única. 

Quem não gosta de encarar uma sequência de movimentos em academia, pode se aventurar em outros exercícios, como a caminhada, natação e hidroginástica.

Lembre-se sempre, a prática de atividade física é importante em qualquer fase da vida. Além da estética corporal, exercícios físicos estimulam os músculos e representam saúde. 

Você pode Gostar de:

Acusado de matar a mulher a pedradas na frente da filha em 2015 é preso em Guarapari

Daniel Lopes de Souza tem 42 anos e, na época do crime, chegou a se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *