Home / Polícia / Essa é a segunda vez que ele vai preso. Que dessa vez ele aprenda', desabafa ex-mulher de vigilante preso por ameaças e agressões

Essa é a segunda vez que ele vai preso. Que dessa vez ele aprenda', desabafa ex-mulher de vigilante preso por ameaças e agressões

Segundo a ex-mulher, o suspeito prometia parar com as agressões, mas nunca cumpria. Cansada de viver o drama, a vítima conseguiu na Justiça, em 2018, uma medida protetiva

A ex-mulher do vigilante vigilante José Augusto Ferreira de Jesus, de 49 anos, preso por suspeita de invadir a casa dela e fazer ameças de incendiar o local, no bairro Nova América, em Vila Velha, na madrugada de segunda-feira (16), conversou com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, e relatou que conviveu com o suspeito durante 29 anos, e desde o início, o relacionamento deles era feito de agressões e ameaças.

“Tinham uns momentos bons, mas no outro dia já quebrava tudo quando chegava em casa. Quebrava vasilha, jogava comida no chão. Então nesses 29 anos a minha vida fui muito perturbada. Ele agredia, dava soco. Eu chegava do serviço cansada e não podia dormir. Pegava um prato de comida para comer e ele já começava a me xingar. O que tinha na mão ele ‘tacava’ em cima de mim”, lembrou.

Mesmo passando por tudo isso, a vítima, que preferiu não ser identificada, contou que nunca procurou a polícia para denunciar o então marido. Ela diz que sua maior preocupação era de que o homem a impedisse de ver a filha adotiva do casal, hoje com 12 anos. A criança foi cuidada por eles desde os 8 meses de vida.

Segundo a diarista, José Augusto prometia parar com as agressões, mas nunca cumpria. Cansada de viver esse drama, a diarista conseguiu na Justiça, em 2018, uma medida protetiva. “Não denunciava porque ele fava assim: ‘ah, que chamar a polícia nada. Vou preso e depois eu saio’. Então ele sempre falava isso, que não dava nada”, contou.

A vítima contou ainda que o homem resolveu sair de casa e foi morar com uma outra mulher. Mesmo vivendo esse segundo relacionamento, as ameaças não pararam, segundo a diarista, e ele teria tentando invadir a casa da vítima pelo menos cinco vezes.

“É aquele tipo de homem que não se conforma com a separação, mesmo ele que saiu de casa para morar com outra mulher. Ele é possessivo mesmo. Ele foi preso já a primeira vez, agora a segunda vez está preso de novo. Eu penso que ele poderia dessa vez, pelo menos, aprender lá dentro a respeitar o direito dos outros”, afirmou a diarista.

O caso

Na madrugada de segunda (16), o vigilante chegou de carro à casa onde vive a ex-companheira e tentou quebrar um dos portões da residência. Sem sucesso, o agressor seguiu para a lateral da casa, onde arrombou outro portão e invadiu o segundo andar do imóvel.

No local, o atual companheiro da vítima impediu que ele a agredisse e mandou o suspeito sair da casa. Em seguida, ele ameaçou ir embora e voltar ao local com álcool ou gasolina, para incendiar a casa.

Neste momento, pessoas que passavam pela rua danificaram o carro de dele. Ao perceber a revolta dos vizinhos, ele fugiu do local e, de acordo com relatos das testemunhas, voltou quando a Polícia Militar estava atendendo a ocorrência. Os populares identificaram o suspeito e avisaram aos policiais, que iniciaram uma perseguição.

O homem foi perseguido até o bairro Cobilândia, onde os PMs localizaram duas facas e uma substância similar a cocaína, dentro do carro que ele dirigia. Segundo a polícia, ele estava com sinais de embriaguez e desorientado. O suspeito foi algemado e levado para o Plantão Especializado da Mulher.

A Polícia Civil informou que o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de descumprimento de medida protetiva e ameaça, na forma da Lei Maria da Penha, cometidos contra a ex-companheira. 

Ele também foi autuado pelo crime de ameaça, cometido contra o atual companheiro da vítima, e pelo crime de posse de droga para consumo próprio. Ele será encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.

Você pode Gostar de:

Homem é assassinado e esposa é presa suspeita de ser mandante do crime

Segundo informações a vítima estava desaparecida desde a última quarta-feira O corpo de Jocimar Geraldo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *