Home / Saúde / “É necessário que todos os dias sejam encarados como domingo”, diz secretário de saúde

“É necessário que todos os dias sejam encarados como domingo”, diz secretário de saúde

Em entrevista coletiva na tarde desta segund-feira, Nésio Fernandes reforçou a necessidade do isolamento social não só na Grande Vitória, como também no interior do Estado

Em entrevista coletiva, via internet, na tarde desta segunda-feira (11), o secretário de Estado de Saúde, Nésio Fernandes atualizou algumas informações sobre o enfrentamento ao coronavírus.

Segundo o secretário, a partir desta segunda-feira (11), cerca de 8 mil vagas em hotéis foram disponibilizadas para profissionais de saúde, que atuam na linha de frente do combate a covid-19, ficarem hospedados e evitar o contato com familiares. A medida vale para aquelas pessoas que não se sentirem confortáveis para ficar em suas casas.

Nésio também reforçou a preocupação da Secretaria de Estado de Saúde sobre o isolamento social. Pelas projeções, a expectativa é de que nos próximos dias mais municípios do interior do Estado também entrem num grau de risco alto para contágio da doença.

Por conta disso, o secretário alertou que os comércios precisam se preparar para entregas a domicílio e que as prefeituras comecem a pensar medidas para enfrentar a doença.

Para Nésio, a pandemia do coronavírus é de longo prazo e que as autoridades precisam encarar a rotina como um novo normal. “É necessário que todos os dias sejam encarados como domingo. As pessoas só devem sair em caso de extrema necessidade”, disse Nésio.

TESTES

De acordo com o secretário, o Estado já realizou ais de 11 mil testes rápidos em pacientes com mais de 45 anos e com mais de sete dias do início da doença, que são considerados ‘não graves’. Ainda segundo Nésio, um novo equipamento chegará no Espírito Santo, que permitirá uma testagem mais rápida de pacientes. Os resultados devem sair em até 1h30.

LETALIDADE

Segundo as projeções da Secretaria de Saúde, a taxa de letalidade em Vila Velha, deve aumentar nas próximas semanas, caso a doença avance até os bairros periféricos, por conta da menor cobertura dos planos de saúde e da quantidade de pessoas que dependem do SUS. 

Esse é um dos critérios que estão sendo avaliados pela Secretaria de Saúde do Estado para definir os riscos dos municípios e regiões.

MORTES EM INVESTIGAÇÃO

Além dos casos já confirmados, o Espírito Santo tem ainda 28 mortes em investigação, sob suspeita de covid-19.

LOCKDOWN

É uma medida extrema que acontece quando há um esgotamento de leitos e aumento acelerado de casos. “Estamos trabalhando para que isso não aconteça no Espírito Santo”, disse o secretário. Segundo Nésio, a sociedade em conjunto precisa seguir as recomendações e decretos de isolamento, para que o Estado não chegue ao ponto de decretar o Lockdown.

LEITOS

Segundo falado na coletiva, o Espírito Santo já tem quase 400 leitos de UTI para atendimento a pacientes com covid-19. De acordo com Nésio, o Estado aguarda a habilitação de 210 leitos. Destes, mais de 109 devem ser habilitados nas próximas horas.

PICO DO CORONAVÍRUS

A Secretaria de saúde acredita que o pico da doença seja neste mês de maio. Os casos ativos ainda estão em aceleração e as projeções matemáticas indicam que o maior número de notificações aconteça agora.

Segue link do painel oficial do COVID-19 no E.S

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Escolas de Viana, Vitória e Cariacica terão atividades presenciais suspensas na semana que vem

As aulas nestes locais poderão retornar quando estes municípios forem classificados como Risco Baixo novamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *