Home / Noticias / Dono de pizzaria é baleado por policial enquanto dormia em estabelecimento

Dono de pizzaria é baleado por policial enquanto dormia em estabelecimento

36890a60-9a04-0135-7e98-6231c35b6685--minified

Um pizzaiolo que dormia dentro do próprio estabelecimento foi baleado por um policial militar no último sábado (21), no bairro Jardim Asteca, em Vila Velha. A vítima foi identificada como Anderson Gomes de Souza, de 27 anos, foi atingida no pé.

Uma vizinha, que mora atrás do estabelecimento, viu o momento da abordagem dos policiais. “Eles estavam batendo na porta e fui ver o que estava acontecendo porque achei que fosse um ladrão. Perguntei a eles, mas mandaram que eu ficasse dentro de casa. Quando vi que não tinha arrombamento, disse que o dono dormia no local às vezes, mas eles não me ouviram”, disse Raquel da Silva Miranda.

Os PMs foram até o local porque algum morador teria acionado o Ciodes informando que a pizzaria estava sendo arrombada. O pizzaiolo decidiu dormir no estabelecimento porque tinha uma encomenda grande para fazer na manhã do último domingo (22). De acordo com testemunhas, os policiais bateram na porta, e como Anderson não abriu, eles colocaram a arma por uma greta da porta de aço e atiraram. “Ele tinha 400 massas para fazer no domingo e foi dormir na loja para dar tempo de fazer e entregar no horário certo. Ele está com fratura nos dois pés e não vai ter como trabalhar”, contou Osvai Custodio de Souza, pai da vítima.

O estabelecimento funciona apenas como delivery, e tinha sido inaugurado há 45 dias. Em depoimento, os militares contaram que só efetuaram o disparo porque o pizzaiolo teria tentado agredi-los com uma barra de ferro, mas de acordo com o pai e com a testemunha, isso não aconteceu. “A atitude do policial é algo difícil de se comentar”, disse Osvai.

Por meio de nota, a Polícia Militar (PM) informou que as circunstâncias da ocorrência serão apuradas pela corregedoria, e que, a princípio, houve uma denúncia de arrombamento não confirmada, e uma tentativa de agressão a um dos policiais. A nota diz ainda que o socorro à vítima foi feito pelos próprios policiais e que o militar que efetuou o disparo foi ouvido na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e em seguida liberado, mas a arma dele foi recolhida.

As informações dão conta de que a vítima foi encaminhada para um hospital, mas não há informações sobre o estado de saúde.

Você pode Gostar de:

Inscrições para o Programa Jovens Valores começam nesta terça-feira com 2 mil vagas de estágio

As oportunidades de estágio contemplam mais de 60 cursos de formação para estudantes dos Ensinos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *