Home / Sem categoria / Diarista é assassinada após ser confundida com patroa que comandava tráfico de drogas

Diarista é assassinada após ser confundida com patroa que comandava tráfico de drogas


Para a polícia, a confusão aconteceu porque tanto a vítima como o alvo eram chamadas de “tia”

Uma mulher foi morta com um tiro na cabeça, na noite de sexta-feira (26), no bairro Campo Verde, em Cariacica. A vítima, uma diarista de 56 anos, teria sido confundida pelo atirador com a proprietária da residência onde trabalhava.

Segundo a polícia, o verdadeiro alvo dos tiros era uma mulher suspeita de pertencer ao tráfico de drogas da região. Por volta das 21h, dois homens teriam se aproximado da porta da casa e chamado pelo alvo, identificado como “tia”. A diarista, porém, também era conhecida pelo mesmo apelido, e foi quem atendeu ao chamado.

Assim que Luzinei Ribeiro apareceu no portão, os criminosos dispararam conta ela, atingindo a diarista na cabeça. A vítima acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local. No momento do crime, ela estava realizando uma faxina na casa da proprietária da residência.

Tráfico de drogas

A diarista, de acordo com os policiais, possuía passagem por posse ilegal de arma de fogo. Moradores do bairro chegaram a relatar à equipe da TV Vitória/Record TV que conheciam a vítima e que ela era usuária de drogas.

A dona da residência onde a diarista trabalhava, identificada como o alvo dos disparos, é mãe de criminosos que comandavam o tráfico de drogas na região e teria assumido o comando no bairro após os filhos terem sido presos.

O corpo da vítima foi levado ao Departamento Medico Legal (DML) de Vitoria. O crime será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa. 

Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Screenshot_20201004-232543Baixar Best free WordPress theme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *