Home / Geral / Dia começa com greve de rodoviários na Grande Vitória

Dia começa com greve de rodoviários na Grande Vitória

O dia começou complicado na Grande Vitória. Isso é devido a greve dos rodoviários, anunciada na última sexta-feira (9), que teve início ainda na madrugada desta segunda-feira (12).

Mesmo com a Justiça deteterminando que, pelo menos 75% da frota dos ônibus deveria funcionar, isso não está sendo cumprido pelos trabalhadores.

Desde as primeiras horas do dia, é possível ver, em pontos da Grande Vitória, pessoas esperando horas por um coletivo. Além disso, nas garagens e terminais, tudo está fechado. Não há ônibus que saiu das garagens para seguir viagem com a paralisação em andamento.

Com a falta de ônibus nas cidades, as pessoas tiraram seus carros das garagens e, consequentemente, a manhã desta segunda contou com vários pontos de trânsito em toda a Grande Vitória, principalmente na 3ª e 2ª Ponte, vias que dão acesso à Vitória.

O motivo central para a paralisação dos rodoviários é o começo da circulação dos coletivos contendo ar-condicionado. Eles não terão os cobradores, pois usarão apenas o sistema do Bilhete Único. Isso fez com que os trabalhadores se unissem e fazessem a greve.

Assembleia

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários realizou a convocação de uma assembleia para decidir os próximos passos do movimento. A situação atual é que, com base na decisão da Justiça, além de terem que circular com 75% da frota, o juiz Aldary Nunes Junior, do Plantão Cível de Vitória, determinou que os rodoviários também não podem circular com a “catraca livre”, onde os passageiros não pagam a tarifa do coletivo. Além disso, não podem também bloquear o trânsito ou realizar barreiras nas garagens de terminais.

De acordo com o Segundo Diretor Social do Sindirodoviários, Cléber Lima Pereira, conhecido como Serrinha, que cedeu entrevista à Rede SIM, a assembleia deve acontecer às 16 horas e ainda, o presidente do Sindirodoviários deverá se encontrar com Renato Casagrande às 11 horas, no Palácio da Fonte Grande. “Eu espero que a greve termine e a gente mantenha os postos de trabalho. O cobrador não está ali só para os passageiros, mas também auxilia no embarque e desembarque de cadeirantes, orienta o motorista no trajeto e muito mais”, argumenta Serrinha.

Ainda segundo o diretor, se o governo mantiver os novos veículos sem cobradores, só deve piorar a situação. “Já vivemos em uma cidade sem BRT, coletivos lotadores em horários de picos. Acredito que sem o cobrador as coisas só vão piorar”, diz.

A respeito da alegação de realocar com cobradores em outras funções, Serrinha conta que eles já tiveram essa experiência no seletivo. “Na época, prometeram colocar os cobradores em outras funções, mas depois de dois meses eles demitiram os trabalhadores”.

Serrinha conclui dizendo que, no fim do ano, deve haver uma reunião para tentar colocar os cobradores novamente nos seletivos da Grande Vitória.

Caso os rodoviários descumpram as determinações, uma multa calculada no valor de 100 mil reais por dia será aplicada. De acordo com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), os rodoviários já foram notificados.

Confira a nota da Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) na íntegra:

A Semobi informa que há uma decisão judicial determinando que pelo menos 75% da frota opere durante a paralisação dos rodoviários. A multa em caso de descumprimento é de R$ 100 mil por dia. A secretaria reafirma o compromisso assumido com a categoria de que nenhum profissional será demitido em função da implantação dos novos coletivos e apela para o bom senso da categoria para que a população não seja prejudicada. A semobi destaca ainda que continua à disposição para dialogar com a categoria.

Demandado pela reportagem, o GVBus não quis se pronunciar.

Você pode Gostar de:

Após briga com sobrinho, homem mata irmão a golpes de faca

O suspeito estava em liberdade condicional e fugiu após o crime. A motivação da briga …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *