Home / Noticias / Desabrigados e desalojados: situação no ES

Desabrigados e desalojados: situação no ES

A chuva que atinge o Espírito Santo há quase uma semana causou alagamentos e deixou prejuízos em alguns municípios capixabas. De acordo com a Defesa Civil Estadual, 46 famílias precisaram deixar suas casas. Treze delas estão desalojadas e outras 33, desabrigadas.

Apenas no município de Viana, a Defesa Civil contabilizou 18 famílias desabrigadas. Em Muniz Freire, são sete. Já Afonso Cláudio tem cinco famílias desabrigadas e outras cinco desalojadas, segundo o balanço divulgado pela Defesa Civil às 10h desta terça-feira (5).

Desalojados

  • Vitória: 01 família
  • Muniz Freire: 01 família
  • Cariacica – 04 família
  • Afonso Cláudio – 05 famílias
  • Linhares – 02 famílias

Desabrigados

  • Muniz Freire – 07 famílias
  • Iconha – 01 família
  • Fundão – 01 família
  • Viana – 18 famílias – Já voltaram para suas casas
  • Presidente Kennedy – 01 família
  • Afonso Cláudio – 05 famílias

Ocorrências

Norte e Noroeste

Em Linhares, no bairro Novo Horizonte, o teto de uma casa caiu. Outra casa também foi atingida e três pessoas ficaram feridas. Os imóveis atingidos foram isolados pela Defesa Civil e os feridos encaminhados para o Hospital Geral de Linhares. Dois deles já receberam alta e outro segue internado, mas fora de risco.

Em Rio Bananal, a ventania derrubou árvores na estrada para o bairro Santo Antônio.

Em São Roque do Canaã, parte de uma rua cedeu. A área foi isolada e a Defesa Civil disse que não há riscos de novos deslizamentos e que nenhuma casa está ameaçada. A orientação é que as pessoas evitem passar pelo local. Por conta do incidente, alguns moradores do bairro São Roquinho ficaram sem energia

Sul

Na manhã de segunda-feira (4), uma árvore caiu e interditou a Rodovia do Frade, entre Cachoeiro de Itapemirim e Itapemirim. O trânsito ficou parado por mais de uma hora. Vários buracos apareceram e aqueles que já existiam aumentaram de tamanho nas rodovias e estradas do Sul do Estado após as chuvas.

Rios

Em Rio Bananal, o rio que corta a cidade está a 10 centímetros da cota de inundação. A Defesa Civil disse que está monitorando o rio e seus afluentes.

Com as chuvas, o Rio Itapemirim, atingiu o nível de 1,90m. Para a Defesa Civil Municipal, não há motivo de preocupação, já que não há previsão de chuva para a região da cabeceira do rio.

O Rio Doce, que há um mês enfrentava a seca, teve aumento da vazão após a chuva dos últimos dias. Nesta segunda-feira (4), a régua de medição da Agência Nacional das Águas (ANA) indicava o nível de água de 4 metros. Em um dia, o nível aumentou em um metro. Para que o rio transborde, a régua precisa estar em 6,20 metros.

About Marcelo Ribeiro

Check Also

Operação prende mais de 30 homens acusados de estupro no ES; missionário e guarda-vidas estão entre os presos

Cerca de 60% dos suspeitos detidos já tinham condenações pelo crime Durante 50 dias de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *