Home / Geral / Agressores de mulheres terão que usar tornozeleiras eletrônicas no RJ

Agressores de mulheres terão que usar tornozeleiras eletrônicas no RJ

A secretaria de administração penitenciária é a responsável pelo monitoramento


Homens que agridem mulheres terão que usar tornozeleiras eletrônicas, as mesmas que controlam presos no regime semi-aberto. Esse novo sistema já está funcionando no Estado do Rio de Janeiro. 

Com este aparelho, a vítima sabe, quando o agressor está chegando, podendo ligar para polícia e denunciar, isso quando o agressor estiver à 200m dela.

A secretaria de administração penitenciária é a responsável pelo monitoramento. Por enquanto 20 aparelhos estão disponíveis no Estado, sendo que dois já estão em uso. “A ideia da secretaria, é aumentar a quantidade de tornozeleiras para suprir a demanda da Justiça do Rio de Janeiro, que no mínimo hoje já tem 300 agressores, para serem monitorados”, diz o coordenador da SEAP, Alex Xavier.

O monitoramento do agressor também recolhe outros dados, como locais percorridos, à partir de que horário ficou na residência, ou se saiu do Estado sem autorização judicial. A ideia é criar uma integração com a Polícia Militar. Com essa parceria, a vítima aciona o botão de pânico, e automaticamente o 190 vai até o local, onde o agressor está chegando.

Você pode Gostar de:

Inpe emite aviso especial de chuvas intensas em 42 municípios do ES. Veja a lista!

Segundo o instituto, o aviso é válido até às 6 horas desta quarta-feira O Instituto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *